Palestrante comemorando sua conquista
APRESENTAÇÕES
VENCEDORAS
Design, comunicação, dicas e o dia a dia da Casulo
mar 17
0

Linguagem corporal: o corpo fala

Aqui no nosso blog, você tem acompanhado dicas de como transformar suas apresentações em powerpoint em verdadeiras apresentações vencedoras:  criativas e dinâmicas. Como citamos anteriormente, é muito importante se preparar se quiser ser um bom um orador.

Agora chegou a vez de focar sua na linguagem corporal como um amplificador do seu poder de comunicar uma mensagem ao mundo.

Segundo Albert Mehrabian em seu livro Silent Messages, a linguagem não verbal é responsável por cerca de 55% da nossa comunicação.

Então, antes de mais nada, se você ainda não conhece o significado de “linguagem corporal“, ou quer entender um pouco mais, daremos um resumo e logo após as dicas mais importantes para você fazer bonito na frente da sua platéia.

Durante uma apresentação nós nos comunicamos de forma verbal, afinal o storytelling é muito importante, mas temos que pontuar que nos comunicamos também de forma não-verbal, ou seja, a postura do nosso corpo, a gesticulação, o olhar entre outros aspectos, são muito importantes, pois complementam a transmissão da sua mensagem.

É importante analisar que, muitas pessoas, por não terem preparação suficiente, ou terem alguns bloqueios como timidez, acabam adquirindo alguns vícios posturais na hora de apresentar, como manter braços cruzados, não ter contato visual com o público e gesticular de forma errada – como por exemplo ficar mexendo na roupa, alguns tiques como coçar o rosto, entre outros que poderiam acabar com uma apresentação comercial.

Os estudos existentes sobre a linguagem do corpo nos mostram como fazer da forma correta e seus motivos.

Então aqui vão algumas posturas para que você pode treinar caso seja necessário desenvolvê-las:

Coluna: quando vemos alguém que se apresenta de forma curvada (salvo casos ortopédicos onde não se consegue mudar isso), isso pode indicar insegurança, uma posição “fechada”,  seja por timidez, ou despreparo sobre o assunto ao qual se está abordando, e até mesmo por um desconforto causado por todas as questões anteriores. Então treine para estar sempre na sua melhor postura. Fique ereto mas relaxado e passe confiança.

Braços: durante uma apresentação corporativa, cruzar os braços pode significar desconforto ou insegurança também em relação às pessoas ou ao ambiente, como se você estivesse se protegendo de algo ou se fechando. Nesse caso é necessário cuidado para que, ao invés de tomar essa postura, você tenha posturas mais abertas – braços ao lado do corpo, sem as mãos nos bolsos.

Gestos: a gesticulação das mãos deve ser feita de maneira proposital, para que você conduza seu público como se fosse um maestro. De que forma? Usando as mãos para manter a atenção do público em você, ou direcionar aos slides, vídeos e afins da sua apresentação. Manter as mãos gesticulando (conforme o necessário, sem exageros) também evitará que você fique com elas no bolso, ou fazendo movimentos desnecessários.

Olhar: manter o olhar nas pessoas (é claro que quando se tem uma plateia grande, você alterna o olhar entre os presentes, dentro do possível) demonstra confiança e a verdade da sua mensagem, pois quando evitamos olhar fixamente nos olhos de quem está nos assistindo, parece muitas vezes que o que se fala não é confiável. Então busque olhar sempre que possível para as pessoas da plateia. 

Durante a leitura você identificou se comete algum desses erros? Para melhorar a linguagem corporal, é válido treinar em frente ao espelho e gravar sua apresentação, para que sua postura seja cada vez mais natural e não fique forçado quando precisar estar em frente a uma plateia, combinado? Boa apresentação!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sim, eu quero uma
Apresentação Vencedora

Entre em contato e agende uma reunião ou
preencha o briefing clicando no botão abaixo

Sim, eu quero um
Workshop da Casulo

Preencha o formulário e solicite um
workshop com quem entende do assunto:

Faça o briefing agora
  • *campos obrigatórios

  • *campos obrigatórios