Palestrante comemorando sua conquista
APRESENTAÇÕES
VENCEDORAS
Design, comunicação, dicas e o dia a dia da Casulo
ago 07
3

A história das letras e sua importância nas apresentações corporativas

Hoje em dia é muito fácil escolher um tipo de letra. As fontes (tipografia, termo mais técnico) estão dispostas em um menu, organizadas de forma simples para que sua escolha seja feita em alguns cliques. Embora seu documento possa tomar uma nova forma, alterando sua fonte, numa análise mais profunda, a tipografia carrega consigo uma imagem, a voz e força de seu texto. Como em uma dublagem, a fonte é a voz de um texto e carrega a imagem que você quer transmitir nas suas apresentações corporativas.

Na história, os tipos móveis foram inventados no século XV, cujo criador Johannes Gutenberg estudou técnicas já empregadas no oriente como forma de uma produção gráfica mais eficiente. Há diversos nomes na história de tipógrafos que foram responsáveis por moldar fontes que temos hoje em nossa tela. Nomes que se você prestar atenção, já viu em seu menu como Bodoni, Hermann Zapf e Adrian Frutiger.

A prensa móvel, aperfeiçoada por Gutenberg, funciona como um carimbo de metal, onde através de uma pressão dos tipos entintados no papel, produz uma cópia. Analisando novamente a história, esse método passou por inovações e hoje é pouco utilizado. Ao longo dos anos, desenvolveu-se técnicas de composição muito mais eficientes em termos de tempo. Esse desenvolvimento foi devido ao tipo de mídia utilizado, pois sua maior parte era impressa. Daí vem o nome “Imprensa”, grande veículo responsável em desenvolver muito do que temos hoje em comunicação.

Hoje, avançamos a história e as letras não são apenas impressas, são projetadas através de telas. A letra passou de pigmento para luz e está engatinhando estudos para saber sua real legibilidade. Um exemplo prático disso é a quantidade de matérias que vemos sobre o cansaço devido ao trabalho diante do computador, leitura em tablets e celulares.

A Agência Casulo consegue a sintaxe de tudo isso através das Apresentações Corporativas em PowerPoint, explorando a voz e sentimento da apresentação corporativa em relação ao público, usando a fonte mais adequada para sua leitura e entendimento. Considerando isso, não basta apenas um belo design ou um layout criativo, é necessário que exista uma harmonia como um todo, fazendo assim a sua apresentação corporativa ser totalmente pertinente ao seu público.

3 respostas para “A história das letras e sua importância nas apresentações corporativas”

  1. Bernardo disse:

    Ótima matéria Amanda! Gostei do tema e do texto. 😉

  2. Texto muito interessante que retrata de uma forma simples e prática a importância das letras e, principalmente, da tipografia. Muitas vezes, por ser algo comum para nós, não pensamos na importância da escrita e nem mesmo da digitação das letras. Mas com textos como esses podemos parar e pensar exatamente o que significa isso. Com certeza, é um assunto que merece outros posts porque é muito rico, especialmente quando adequado aos dias de hoje, à necessidade de se escolher uma fonte legível e que não canse os olhos, etc.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sim, eu quero uma
Apresentação Vencedora

Entre em contato e agende uma reunião ou
preencha o briefing clicando no botão abaixo

Sim, eu quero um
Workshop da Casulo

Preencha o formulário e solicite um
workshop com quem entende do assunto:

Faça o briefing agora
  • *campos obrigatórios

  • *campos obrigatórios