Palestrante comemorando sua conquista
APRESENTAÇÕES
VENCEDORAS
Design, comunicação, dicas e o dia a dia da Casulo
nov 10
1
Apresentações Corporativas: visual auditivo cinestesico

Trabalhando com os sentidos nas apresentações corporativas

Fazia frio naquela sala, durante uma palestra que assistia naquela manhã de agosto. A hora do almoço se aproximava, o que me deixava mais inquieto, já que não havia tomado café, pois saí de casa muito atrasado. Mas acho que a pior parte era o Wi-Fi: não conseguia de jeito nenhum me logar na rede do evento, e passei a manhã toda tentando e tentando, sem sucesso. Tudo isso tirava minha concentração e não via a hora daquela palestra acabar para eu poder ir embora!

Você já deve ter vivido uma situação como essa, ou pelo menos parte dela. Acontece que durante uma apresentação, o público reage trabalhando com os sentidos, mas principalmente: visão, audição e cinestesia – o conjunto de sensações pelas quais se percebem os movimentos.

Quando vemos uma apresentação corporativa logo nos vem à mente a parte visual – sabemos que mais de 50% das pessoas são mais sensíveis a esse sentido. Mas devemos também lembrar que a linguagem verbal e não verbal que chega até nós através do apresentador, é fundamental para o entendimento da mensagem.

Portanto, além da parte visual precisar estar clara – cores e formas se combinando harmoniosamente, sem complicações e excessos; nossos gestos e expressão verbal também precisam ser corretos, pausados e a voz ter bom volume e dicção.

Mas, além disso, existem outras formas de perceber as apresentações corporativas que são mais sutis: a temperatura da sala pode nos incomodar de tal forma que torna difícil a nossa concentração.

Se estivermos próximos da hora do almoço, podemos também dispersar, já que se alimentar é uma necessidade básica, contra a qual é difícil lutar.

Some a isso o fato da distração que os celulares promovem com e-mails, WhatsApps e outros recursos que nos deixam ansiosos para falarmos com a namorada, com a família ou com a nossa empresa.

Na hora de nos apresentarmos devemos levar em conta todos esses fatores; não só a parte visual e auditiva, mas como nossa plateia irá “sentir” nossa apresentação.

Procure saber se a temperatura da sala é adequada e qual horário irá se apresentar. Se for perto da hora do almoço, evite falar de comida. Ofereça também uma pequena pausa para o café, para quebrar a ansiedade da turma. O conforto dos participantes no ambiente é fundamental para seu sucesso.

Pequenas pausas também são boas para que as pessoas usem seus celulares sem perderem seu conteúdo, afinal sabemos que não dá pra teclar e prestar atenção no apresentador ao mesmo tempo!

Dessa forma sua plateia ficará mais tranquila, menos ansiosa e mais atenta, e dessa maneira aproveitará melhor todo conteúdo, memorizando mais as informações, o que tornará seu resultado muito melhor.

Uma Resposta para “Trabalhando com os sentidos nas apresentações corporativas”

  1. Que tal emular o cinema e, imediatamente antes da apresentação/palestra, surgir um “slide” com o texto, reforçado por uma voz-off: “Por favor, respeite o palestrante! Mantenha os celular, smartphone e /ou tablet desligados!”?

Deixe uma resposta

Sim, eu quero uma
Apresentação Vencedora

Entre em contato e agende uma reunião ou
preencha o briefing clicando no botão abaixo

Sim, eu quero um
Workshop da Casulo

Preencha o formulário e solicite um
workshop com quem entende do assunto:

Faça o briefing agora
  • *campos obrigatórios

  • *campos obrigatórios