Palestrante comemorando sua conquista
APRESENTAÇÕES
VENCEDORAS
Design, comunicação, dicas e o dia a dia da Casulo
jun 13
0
Expressão corporal e as apresentações corporativas

Como a linguagem não verbal influencia na sua apresentação corporativa

Nós sabemos que a linguagem não verbal é responsável por 55% da nossa comunicação. Trata-se da maneira como nos vestimos, dos nossos gestos, postura, nossos olhares, enfim, de como nos comunicamos com o nosso corpo.

Já a linguagem verbal, a maneira como falamos , está separada em dois momentos distintos: aquilo que falamos e “como” falamos. Segundo o livro “Silent Messages” do pesquisador Albert Mehrabian, pioneiro da linguagem corporal nos anos 1950, na comunicação interpessoal, 7% da mensagem são as palavras que dizemos e 38% é nosso tom de voz, volume, enfim, a maneira como dizemos aquilo que queremos expressar.

Ou seja, não se trata do que você diz, mas “como” você diz.

Isso de deve ao fato de, muito antes de surgir a linguagem oral (cerca de 40 mil anos), o homem já se comunicava através de gestos e expressões, usando a parte mais antiga e primitiva do nosso cérebro, que regula nossas funções básicas.

Daí derivamos crenças como “a primeira impressão é a que fica”. Lembre-se de um primeiro contato por exemplo em uma entrevista de emprego, e como é importante a percepção – muitas vezes inconsciente – que fazemos das pessoas. Isso porque estamos constantemente atribuindo significado a postura corporal.

Segundo o trabalho “Desvendando os Segredos da Linguagem Corporal”, de Allan e Barbara Pease “Como qualquer outra espécie, somos ainda dominados por regras biológicas que controlam nossas ações, reações, linguagem corporal e gestos. O fascinante em tudo isso é que o animal humano raramente tem consciência de que suas posturas, movimentos e gestos podem contar uma história enquanto sua voz está contando outra.”

Já para a Neurolinguística, estabelecemos rapport com o outro (como se entrássemos em “sintonia” com a outra pessoa, imitando suas expressões e sentindo suas emoções) acompanhando sua linguagem corporal, o que é fundamental para haver entendimento e cooperação entre as partes. Acrescente a isso o fato dos cérebros de um palestrante e sua plateia entrarem em sincronia durante a comunicação e você saberá a importância da linguagem corporal.

Na sua próxima apresentação corporativa lembre-se de usar isso a seu favor, procure compreender suas emoções e use os gestos corporais com sabedoria!

Deixe uma resposta

Sim, eu quero uma
Apresentação Vencedora

Entre em contato e agende uma reunião ou
preencha o briefing clicando no botão abaixo

Sim, eu quero um
Workshop da Casulo

Preencha o formulário e solicite um
workshop com quem entende do assunto:

Faça o briefing agora
  • *campos obrigatórios

  • *campos obrigatórios